Colunistas|04.jun

Benefícios da terapia.

Todos devem fazer terapia, dizem os psicólogos, psicólogo é pra louco, dizem os desinformados destilando seus preconceitos, eu fiz e não gostei diz alguém desiludido, mas o que é, e como é de fato fazer uma terapia?

A psicoterapia moderna vem evoluindo há mais de um século, e chega ao século XXI com u

ma ampla gama de atividades nas mais variadas áreas, da indústria, passando pelos esportes e seguindo pela publicidade, mas aqui vamos falar um pouco sobre a psicologia clínica.
A psicologia clínica dispõe de uma grande variedade de linhas, sendo que alguns dos seus principais expoentes são a terapia cognitivo-comportamental, a psicanálise, a Junguiana, corporal, humanista e tantas outras. Cada uma dessas linhas tem um referencial teórico próprio, técnicas e abordagens, que as fazem distintas e específicas, e, soma-se à isso, o estilo de trabalho de cada profissional. Devido à isso, quem teve alguma experiência desagradável ou improdutivo relacionada a psicoterapia e por isso desistiu de fazer, procure outro profissional com um estilo ou linha de trabalhos diferentes, temos versões pra todos os gostos.

São pressupostos básicos da psicologia o sigilo e a ausência de juízo de valor, já que o julgar nos enveredaria pelas armadilhas do senso comum e tiraria a profundidade de complexidade de percepção tão necessários ao bom andamento do trabalho e a obtenção de resultados.

Costumo fazer a sessão inicial explicando os aspectos fundamentais aos pacientes e aproveito para lhes dizer também que o trabalho envolve existir uma química profissional ligando o paciente ao psicólogo, visto que é preciso se estabelecer um ambiente de confiança, clareza e sinceridade, sem o qual todo o trabalho pode ficar truncado ou comprometido.

A psicoterapia pode estar diretamente focada no suporte à questões bastante específicas como depressão e ansiedade, também como trabalhar as relações interpessoais, desenvolver habilidades, aprimorar características úteis para evoluir no trabalho ou passar em um vestibular ou concurso disputados. Costumo dizer que é muito importante fazer terapia pra não ter que precisar de terapia, pois quando se precisa de terapia é pq muitas vezes o prejuízo já está instalado. A prevenção costuma ser sempre mais rápida, barata e suave do que a reparação dos danos.

Também é muito comum ter alguns pacientes com alto nível de desenvolvimento psicológico, visto que buscam e se trabalham pra isso, inclusive sendo diversas vezes relatado que acabem se transformando num referencial em seus meios, visto que já se encontram bastante “terapeutizados” comparados a média da população.
Para concluir, é extremamente comum as pessoas depois de não muito tempo virem a afirmar sobre o pq de não terem começado a fazer muito antes, pensando em quanta coisa teriam evitado.

“Durante a terapia, o sentimento de aceitação e de respeito do terapeuta em relação ao cliente tende a transformar-se em alguma coisa que se aproxima da admiração. À medida que vamos assistindo a luta profunda e corajosa que a pessoa trava para ser ela própria.”

Carl Rogers


por Silvio Ortiz

Colunistas|02.jul

Pé Torto Congênito

Colunistas|16.jun

Sentar em W

Colunistas|15.jun

Um dia de cada vez...