Colunista|02.nov

Cordero Con Piel de Lobo Cabernet Franc Rose

Dias mais quentes, combinam com vinho? Sim, dias mais quentes combinam com vinhos também!!! Eles podem ser mais leves e frescos, devem ser gelados e podem até conter frutas congeladas para manter a temperatura baixa. As cores da nova estação chegam às garrafas e observamos várias nuances de vinhos brancos e rosés, são eles a aposta mais agradável quando os termômetros sobem. Lembrando que os espumantes, estão inclusos nessa, pois são vinhos que possuem borbulhas incorporadas à bebida, de forma natural.

Para quem está entrando no mundo do vinho, com certeza, os brancos e rosés são boas opções para consumidores que buscam vinhos mais agradáveis, esses vinhos não precisam ser vinhos doces para serem agraváveis.

Sugestão: Cordero con Piel de Lobo Cabernet franc Rose. “Ovelhas em pele de lobo” … Nada é o que parece, a percepção é a nossa melhor habilidade. Lembre-se das ovelhas que deixam o rebanho como personagem principal, a ironia é sua melhor qualidade.

Produtor: Mosquita Muerta Wines
Tipo: Vinho Fino rose seco
Uva: Cabernet Franc
Região: Los arboles, Tunuyán, Mendoza
Em Mendoza, vive-se uma verdadeira febre por Cabernet Franc, a cepa da moda.
País: Argentina
Graduação: 13,6% vol
Valor no Empório: R$ 79,90

Descrição:
Coloração rose intenso, aromas com notas de frutas brancas e especiarias. Na boca é animado e refrescante. Bom corpo, com um fim persistente e com notas de compotas.

Harmonização: Um vinho para ser bebido jovem e sem complicação. Acompanha bem pratos frescos, como por exemplo: Carpaccio com molho de mostarda e mel e salmão grelhado com pasta de Curry. Temperatura de consumo: 12 a 14°C, na porta da geladeira por uma hora ou 20 minutos no congelador. Pode ser servido no balde com gelo para não perder temperatura.


por Livia Maciel

Lívia Maciel, Sommelière pela ABS-RS, gaúcha e sócia do 1500 Empório e Vinhos na cidade de Guarapuava/PR.

Colunista|27.jan

Terrorismo Biológico

Colunista|23.jan

Carnaval no Nordeste

Colunista|22.jan

Colapso Ecológico

Colunista|13.jan

Um doce e gordo veneno

Colunista|13.jan

Vinhos de verão