Colunista|17.set

Jussara Feix Klososki – A Capital da Fé em Portugal

Olá amigos do Site da Mônica! Continuando nossa viagem em Portugal seguimos para a região central, distante 125 km de Lisboa, o município com aproximadamente 11 mil habitantes  acolhe pessoas dos diversos lugares do mundo.

A Viajar Mais chega na capital da fé para os Portugueses, Fátima. O município tem este nome devido o relato das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos. O encontro da Virgem Maria com as crianças aconteceu entre 13 de maio a 13 de outubro de 1917, o nome Fátima foi atribuído pelo Papa João Paulo II em 13 de maio de 1984.

O roteiro em Fátima inclui a Capela das Aparições construída em 1919. A capela conserva a imagem original de Nossa Senhora de Fátima, a imagem deixou o lugar apenas 12 vezes e entre as saídas destacamos a viagem até o Vaticano em março de 1984 quando o Papa João Paulo II consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria.

Dentro do percurso também é possível visitar a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, o coração do Santuário. Construída no local das aparições de Nossa Senhora, inaugurada em 1953 e atualmente onde estão sepultados os três pastorinhos: Lucia, Francisco e Jacinta.

O Museu de Cera é um lugar ótimo para visitação de adultos e crianças. Nele encontramos a história da Virgem de Fátima, desde a aparição até a visita do Papa João Paulo II.

O trajeto em Fátima ainda oferece a visita a Casa dos Pastorinhos, a moderna Basílica da Santíssima Trindade, Sala das Velas, o Calvário Hungáro e os Valinhos. Entre um lugar e outro encontramos diversos restaurantes e cafés nos arredores do Santuário que proporcionam delicioso pratos típicos da região.


por Jussara Feix Klososki

Jussara Feix Klososki, casada com José Luiz Klososki, natural de Porto União - SC, atualmente reside em Guarapuava, empresária proprietária da Viajar Mais Turismo & Intercâmbio. Rua Quintino Bocaiúva, 1352- (42) 3304-6604

Colunista|27.jan

Terrorismo Biológico

Colunista|23.jan

Carnaval no Nordeste

Colunista|22.jan

Colapso Ecológico

Colunista|13.jan

Um doce e gordo veneno

Colunista|13.jan

Vinhos de verão