Colunista|03.set

EcoAutopoiese

A imagem acima ilustra um dos orgulhos do município de Guarapuava: o Parque Natural Municipal das Araucárias, unidade de conservação criada em 01 de julho de 1991, cuja espécie predominante é a Araucária (Araucaria angustifólia), espécie, diga-se de passagem, ameaçada de extinção.

As finalidades desta unidade de conservação são tão ricas e admiráveis quanto a sua beleza, possibilitando a realização de pesquisas científicas, desenvolvimento de atividades de educação ambiental, turismo ecológico, além de recreação e contato com a natureza.

Nos anos 70, os biólogos chilenos Francisco Varela e Humberto Maturana, cunham o termo autopoiese para caracterizar um sistema vivo como uma estrutura bioquímica fechada de alta complexidade, capaz de se autoproduzir e autorregular, ao mesmo tempo que mantém relações com o meio de forma que este, por sua vez, é capaz de provocar alterações na sua estrutura, sem alterar, no entanto sua singularidade.

Valendo-me então do princípio da autopoiese, intrínseco o fenômeno da vida, e detendo-me um pouco mais sobre a necessidade que possuímos de manter um contato com a natureza no sentido de retroalimentar nossas energias, a fim de regular o estresse do dia a dia, vale aqui destacar,  que dentro da intrincada teia da complexidade da vida, precisamos desenvolver a consciência de que se somos 100% biológicos, mas ao mesmo tempo, 100% culturais.

Assim como buscamos redutos naturais para reencontrar nosso equilíbrio, reduzindo nosso estresse, é importante buscarmos conhecer e, acima de tudo preservar os ambientes naturais bem como sua biodiversidade, desenvolvendo ações que não esgotem seus recursos levando-os ao colapso, a fim de que esta tão renovadora integração do ser humano com a natureza, não precise se restringir apenas a unidades de conservação natural.

Afinal, vida é relação e evoluímos na convivência.

Haja localmente, e pense globalmente!

Foto: Diário da Indústria & Comércio 


por Cristiane Pawlowski Kuster

Guitarrista da 350ml, mestre em Letras.

Colunista|27.jan

Terrorismo Biológico

Colunista|23.jan

Carnaval no Nordeste

Colunista|22.jan

Colapso Ecológico

Colunista|13.jan

Um doce e gordo veneno

Colunista|13.jan

Vinhos de verão